Todos que pesquisam sabem como é dificil muitas vezes encontrar a opinião pura dos primeiro praticantes do mundo sobre a divisão Parkour/Freerunning. Sem muito arrodeios. Sebastien Foucan, um dos pioneiros, falou com exclusividade a revista Go Outside a respeito dessa divisão e do quanto a arte do movimento tem perdido a cada dia mais os seus valores. O texto foi publicado na revista, mas já se encontra disponível para consulta online. Vale muito a pena para conhecer um pouco mais sobre o pensamento do cara e refletir um pouco sobre os rumos que estamos tomando em cada treino.

Amplie a postagem para ler, ou então clique aqui.

(mais…)


A APRPK inicia nova fase  e realiza assembléia para apresentar objetivos e discutir com os praticantes ativos

Para a galera de Curitiba e cidades próximas, se liguem no dia 31 de agosto: a assembléia é uma boa oportunidade de tirar dúvidas, apresentar propostas e entender melhor sobre as necessidades e ações de uma associação. Saiba quais serão as pautas aqui.10556302_271511156377484_2802822157537877299_n

 

Acompanhe abaixo uma ligeira entrevista com Cassio Junior, presidente da APRPK e também co-fundador da Ponto B, sobre esse evento:

Qual a importância de se criar uma associação no cenário paranaense?

A ideia de criar uma associação é de longa data. Na verdade, mesmo antes de trabalharmos com isso profissionalmente (com a Ponto B) o desejo inicial era juntar ospraticantes sério do estado, criar uma associação, e tentar difundir o Parkour por meio de projetos com incentivo federal, estadual e municipal. Aos poucos tomamos rumos diferentes e cada um foi para um lado.

No ano passado, tivemos um problema com a Guarda Municipal de Curitiba, onde por equívoco dos guardas, eles proibiram a prática de parkour na Praça 29 de Março, local mais tradicional do Parkour na cidade (desde 2004/2005). Com isso, fomos atrás da prefeitura e tudo ficou “resolvido”. Mas com essa situação, o que antes era ideia, surgiu como necessidade. Quando problemas como esse acontecem, e alguém vai reclamar seu direito, a primeira pergunta deles é “quem representa os praticantes de parkour da cidade?”. Quando ocorreu esse fato, quem representava era eu e mais uma meia dúzia de mais antigos na prática, mas isso não tem tanto respaldo. A preifeitura então uniu numa reunião as principais secretarias municipais envolvidas (saúde, esporte e lazer, meio ambiente, guarda municipal) e chegamos a conclusão de que havia a necessidade de montar uma associação, um órgão que representasse os praticantes daqui, para que a “autorização” para utilizar os locais públicos pudessem sair do boca-a-boca, e ser oficializado. Por conta dessa necessidade, decidimos nos reunir e tomar a atitude. A assembléia geral de fundação foi realizada no dia 01 de Setembro de 2013.

Quais os principais objetivos?

Os objetivos (previstos em estatuto) são divulgar o Parkour e ações que favoreçam o crescimento e melhor desenvolvimento da prática, organizar eventos, elaborar projetos que auxiliem o desenvolvimento do Parkour, orientar praticantes do Paraná na prática, orientar e informar interessados a respeito da atividade, buscar reconhecimento da sociedade e de órgãos públicos, conseguir autorização para a prática de parkour em locais públicos e privados, proporcionar benefícios diversos aos associados quanto à prática do Parkour. Os meios como se alcançam alguns objetivos desses passam por estruturação e organização da comunidade do Parkour, o que as vezes complica pois vejo que em vários lugares a maioria dos praticantes ainda é um pouco resistente quanto à isso.

Saindo da parte burocrática, o que é essencial para uma associação se iniciar?

Para montar uma associação é fácil, para fazê-la funcionar é difícil. Acho que não deveríamos sair da parte burocrática, pois ela é necessária e essencial, mas acredito que o primeiro e mais difícil passo que a comunidade deve dar é a conscientização. Infelizmente a maioria dos praticantes de Parkour não tem maturidade e conhecimento sobre a importância dessa “política”, dizem que não gostam, não se envolvem e só querem treinar. O problema é que quanto mais o parkour cresce, mais é preciso que as associações tenham respaldo. Digamos que em determinada cidade existem 500 praticantes, apenas 10 se envolvem com a associação, de repente surge um plano de revitalização de uma praça que é um pico de treino, eles vão chamar associação de moradores, comerciantes, etc. para discutir as normas de utilização da praça, tomam alguma decisão que desfavorece a prática do Parkour, que respaldo terá uma associação que quando for questionada, é composta por apenas 10 sócios? Não tem representatividade! Nós da diretoria atual da APRPK temos nos baseado em outras instituições que estão a muito mais tempo lutando para garantir seus direitos. Posso citar aqui a FEPAM (Federação PArananese de Montanhismo), que conseguiu mudar leis e decretos que iriam desfavorecer aqueles que eles representam. Mas isso só aconteceu pois eles tem representatividade, pois muitos montanhistas, escaladores, etc. se associam e mantém a instituição funcionando.

Muitas dessas pessoas que não gostam dessa política desfrutam do parkour e da “liberdade” de praticar nas praças em Curitiba, mas nem sequer pensam que se não fosse pelo esforço de alguns, essa “liberdade” estaria com os dias contados. E esse é o grande problema na minha opinião, é essencial para a estruturação e garantia do futuro do Parkour que as pessoas se conscientizem dessa necessidade. Quem faz a ABPK, a APRPK, e outras, são os praticantes, se eles não estão presentes (ou por motivos próprios ou por falha da diretoria em não abrir para associados), a associação não tem força nenhuma. Temos ainda muito trabalho pela frente, estamos engatinhando nessa parte, eu não sou especialista no assunto, estou aqui expressando minha opinião baseada em estudos que fiz sobre outras entidade. Acredito que nós precisamos mudar, se queremos que o Parkour tenha força daqui 10, 20 anos. Até por que, se pessoas com boa vontade e que acreditam no Parkour não se mobilizarem, logo pessoas de má fé se mobilizam e fazem o que nós devíamos ter feito.


Parkour Salvador realiza parceria junto a Ponto de Cultura

A parceria visa desenvolver atividades, oficinas e diálogos para apresentar e discutir o Parkour com a comunidade

Nesse mês de julho, a comunidade de praticantes de salvador firmou uma parceria com o Cine Teatro Solar Boa Vista – Ponto de Cultura do governo do Estado – para desenvolver uma programação que englobasse o Parkour como atividade cultural e esportiva.

A parceria é o primeiro passo do projeto “Parkour na Comunidade”, iniciativa que visa apresentar e disseminar o Parkour em diversos pontos da cidade de Salvador, junto a entidades e instituições esportivas e culturais, com oficinas gratuitas e abertas ao público.

Confira a programação abaixo:

27/07 – Domingo – Oficina de Parkour para iniciantes

São treinos orientados, em que o participante terá oportunidade de aprender sobre percepção corporal, coordenação motora, fortalecimento, filosofia e técnicas de Parkour. O treino tem duração de até duas horas, em que serão conduzidos por um instrutor geral – praticantes experientes, com 5 anos de prática ou mais – e auxiliares.

Evento no facebook

282014_238794496154521_7013531_n

 

28/07 – Segunda – Bate Papo: “Parkour, intervenção urbana e espaço público”

Bate papo com profissionais de diversas áreas – Arquitetura e Urbanismo, Educação física, Dança e praticantes de Parkour – para debater:

- O desenvolvimento da atividade nas cidades

- Quais os impactos em nossas relações diárias com a cidade

- Parkour como ferramenta de mudança comportamental e urbana

- Como a disciplina transforma o uso de espaços públicos como praças, parques e ruas.

Também serão exibidos vídeos para fomentar a discussão. O bate papo será gravado para ser disponibilizado depois aos praticantes do Brasil.

Evento no Facebook

 

Informações, dúvidas, sugestões:

grupoparkoursalvador@gmail.com

Parkour Salvador – http://www.facebook.com/parkoursalvador

Cine Teatro – http://www.blogdosolar.wordpress.com

 

- Gustavo Ivo, estreando aqui no PDG :)


EDIT: As promoções foram ainda melhoradas! Acesse aqui!

Quer pegar os próximos encontros e está numa quebradeira sem fim?

Pois então saiba que a GOL e a TAM estão duelando esse final de semana pelas melhores promoções!

As passagens promocionais da GOL podem ser compradas até as 8h de 21/07/2014 e as viagens podem ser realizadas entre 22/07/21014 e 08/09/2014. Já a da TAM compreende vários trechos de várias datas diferentes.

Dá para se organizar melhor e pegar os seguintes encontros:

Encontro Carioca (Rio) – 16 e 17 de Agosto
Mova-SE (Aracaju) – 30 e 31 de Agosto
Encontro Baiano (Salvador) – 13 e 14 de Setembro
Encontro Gonçalense (São Gonçalo) – 20 de Setembro

Ou você pode apenas decidir treinar com uma galera nova e conhecer novos picos!

Siga o link e garanta logo a sua!


Totalmente inspirados na vibe de desafios físicos que o Decimadomuro tem fomentado no Brasil, a galera do Parkour Recife nos presenteou com esse incrível vídeo de união e determinação em equipe! São mais ou menos 50 pessoas ao som dos famosos gritos de “Sally Up! e “Sally Down!”. Tenho certeza que mesmo para aqueles que não concluíram o desafio, a jornada ao lado dos amigos já foi um presente! Parabéns galera!

Para saber mais sobre o desafio “Bring Sally Up” acesse o DCM!


Eita desgraceira! Agora sim eu vi coisa boa para pôr no ar!

Após uma incrível parceria da Associação Gaúcha de Parkour e da Prefeitura de Santa Maria o pessoal do Sul realmente tem feito um belíssimo trabalho!

O Encontro Gaúcho de Parkour, que acontecerá agora no dia 19 e 20 de abril,  é uma reunião e uma grande festa dessa família de grandes amigos que integram a comunidade de Parkour do Rio Grande do Sul. Mas se você é de fora, saiba que será muito bem vindo! Seu prato já esta separado na mesa!

Ainda nessa vibe de novidades, eis que surge um centro para treino de parkour, um lugar público para o tracer feito com todo carinho! A hospedagem será gratuita, o encontro também é e o único gasto do participante será com sua própria alimentação e a compra da camiseta quem assim desejar.

É muita fofura pra um encontro só! Eu tô sem palavras para parabenizar…
Ficou com gostinho e água na boca? Expanda o tópico para mais informações ou clique aqui.

                                                                                                                1604760_574271119313896_793362385_n

Uma linda campanha tem tomado forma no Parkour Nacional e ela coloca os tracers dentro dos bancos de sangue de cada estado. Isso mesmo! A campanha chamada de “Doação de Sangue – Forte e Útil” começou com apenas uma pessoa e já foi abraçada por vários estados. O evento acontecerá nacionalmente no dia 08/02 e tem como objetivo praticar a solidariedade e unir a todos por uma causa maior. Já estão confirmadas as cidades de Rio de Janeiro, Brasília, Manaus, Aracaju e Rondonópolis.

Para participar, basta se dirigir ao banco de sangue indicado em cada campanha, ou então criar o seu próprio evento em sua cidade.

Evento Geral: https://www.facebook.com/events/486388438132926/
Evento no RJ: https://www.facebook.com/events/1393563160902614/
Evento em Aracaju: https://www.facebook.com/events/265007743658514

Vamos lá pessoal! Sempre é tempo de ajudar o próximo! Você encara esse desafio?


O Team Tempest passou por maus bocados no começo do ano. O grupo californiano foi chamado pela rede de fast-food “KFC” para promover um vídeo utilizando movimentações urbanas enquanto se comia potes com frango e batata frita. A agência Draftfcb queria com a ideia promover a empresa de fast-foods com um vídeo que se tornasse viral. O resultado foi inesperado. Praticantes de todo o mundo começaram a se manifestar contra a campanha pois ela associava diretamente a atividade com a promoção de um alimento que não faz bem a saúde. O vídeo foi lançado no final de dezembro e retirado dos canais da empresa no inicio de Janeiro.

Após se dar  conta da manifestação massiva dos praticantes, um dos diretores do Team Tempest emitiu uma nota:

“Quando a produção nos abordou, eles apresentaram um conceito e uma prévia, não o comercial completo. Como nós trabalhamos duro aqui na Academia para promover o bem-estar e a saúde, ficamos surpresos quando vimos a campanha no canal deles. Primeiro, porque nos sentimos lesados por ter o material divulgado sem nossa permissão, e segundo, porque não queremos que o Team Tempest ou a Academia Tempest apoie comidas que não são saudáveis.”

A declaração rendeu repercussões:

Glasgow
“Nossos alunos que acham legal o TeamTempest, gostaríamos de dizer que vocês NÃO IRÃO se tornar atletas se comer KFC. Eles deram um péssimo exemplo.”

student
“Calma aí. Independente do motivo porquê vocês filmaram, vocês aceitaram o trabalho com a KFC. Vocês promoveram a KFC. Os membros do seu grupo é que estão correndo nas avenidas e comendo KFC. Seria muito mais respeitoso, para ser honesto, se vocês dissessem que pegaram o trabalho e que ele desandou, do que tentar jogar a culpa. Eu sempre respeitei muito vocês, vocês já criaram um excelente material e ampliaram os horizontes. Infelizmente, não há como correr do fato de que vocês aceitaram trabalhar com uma empresa de fast-food. Não há desculpas e o desapontamento é geral. Não irei mais mencionar o grupo de vocês como um bom exemplo para as pessoas com quem eu trabalho, e vocês deveriam fazer alguma espécie de reconhecimento de culpa para seus alunos e não dar uma desculpa esfarrapada.”

E diziam que lutar por valores do Parkour é coisa de brasileiro… Lembram da Campari, né?

Matéria original: http://www.businessinsider.com/kfc-removes-team-tempest-go-cup-ad-2014-1


 

1403223_540302806046710_1356791911_o

Quem disse que milagres não acontecem é porque não viu ainda a descrição do Encontro Mineiro desse ano. Em uma ação inédita (e até difícil de acreditar), o evento realizado pelo Parkour Generations Brasil conta com a união e a parceria de 12 grupos de Parkour da região. Lembrando o fato de que todos os encontros mineiros até hoje haviam sido monopolizadamente organizados pelo grupo PKMAX PARKOUR esse feito é bastante interessante e promissor.

Então já sabe! Se tem uma graninha sobrando e não tem programação ainda, separe os dias 23 e 24 de novembro porque a coisa vai esquentar em Belo Horizonte.

Os detalhes ainda estão sendo acertados e em breve será disponibilizada uma programação mais completa.

Onde e quando:

Dia 23/11 – Sábado:
Credenciamento às 9h / Início das atividades às 10h.
Local: Praça Alberto Dalva Simão – Praça Iemanjá (Pampulha).
Mapa: http://goo.gl/maps/BtaYZ

Dia 24/11 – Domingo:
Parkour Underground: oficinas, treinos e mostra de vídeos às 10h.
Local: secreto (os inscritos serão informados por email).

Quanto:
R$30 (trinta reais), através do PagSeguro.

O valor da inscrição dá direito a participação de todas as atividades e ainda uma camisa oficial do 7EMPK.
Mas atenção: as camisas ficam prontas até o dia 18/11. Então para garantir a sua, inscreva-se antes disso.

Visite o site e realize sua inscrição:
http://parkourgenerations.com.br/

Mais informações acesse o grupo no facebook ou entre em contato direto com a galera organizadora: aulas@parkourgenerations.com


É com uma alegria que não cabe nesse meu coração nordestino que trago para vocês o fruto de algumas muitas e muitas horas de trabalho.

Direto da mente de Alberto Brandão, o Parkour Lab é um projeto voltado ao ensino do Parkour em um modelo próprio, seguro e consciente. Você irá perceber que tanto o layout, conteúdo, didática, absolutamente tudo foi elaborado, caprichado e criado para ajudar qualquer pessoa a aprender Parkour de forma segura.

Mesmo com tanta informação divulgada, todos os dias dezenas de pessoas descobrem a prática, mas não fazem idéia de por onde começar. O Lab nasceu para ser um possível ponto de partida.

O projeto engloba 10 aulas básicas e você vai ver que de forma bastante clara você irá aprender sobre o essencial para dar seus primeiros passos. Talvez até mesmo praticantes veteranos se deparem com dicas valiosas e que ajudarão a incrementar seus próprios treinos. Use o Lab como seu próprio centro de experiências e aprenda mais sobre você mesmo e o Parkour.

Lembra daquela pessoa que surgiu do nada no seu Facebook querendo treinar e você não fazia idéia de como ajudá-la a começar? Deixe que o Parkour Lab te ajude nisso!

As cinco primeiras aulas já estão disponíveis. Mãos a obra.

http://www.parkourlab.com/