Eles se superaram! 100 páginas de baboseiras! Realmente o Urban Free Flow conseguiu bater seu próprio recorde. Nessa edição ficou evidente que eles não tinham material algum para publicar e saíram enchendo lingüiça da forma que podiam. Tem receita de macarrão, conversa sobre “seu estilo” e as “músicas do seu Ipod” e até foto de sanitário melado de bosta (pág 95). Eu me esforcei ao máximo para encontrar alguma coisa na revista que fosse legal citar… MAS NÃO DEU! Talvez, quem sabe, vocês queiram ver a foto sem graça (por conta do ângulo, do momento e da perspectiva) que saiu do brasileiro Pedro Thomas (pág 92) com uns caras lá no México (Isso mesmo! Nem fotos legais eles estão tendo mais pra publicar!). Ave Maria, paciência! Não baixem essa porcaria não! Mas se forem teimosos, persistentes e masoquistas, a revista já está na seção de downloads.