Depois de toda repercussão criada pelo tópico Parkour e Cachaça juntos no Brasil, estamos aqui para notificar o seu desfecho.

Assim que tomamos conhecimento do mini-documentário entramos oficialmente em contato com o setor de marketing e direção da Campari explicando a situação e o embaraço que havia sido criado no cenário nacional.

A empresa, respeitosamente, acatou a reinvindicação e optou por notificar o entrevistado (Leonard “Akira” Ribeiro) de que o vídeo seria retirado do ar. Pelo que chequei, eles apenas “privaram” o acesso ao vídeo, decisão coerente uma vez que se fosse extinto ele comprometeria o cronograma de ação da empresa (que é alcançar a meta de 150 vídeos enumerados).

Além da restrição da interrupção da transmissão do vídeo, o importante a destacar é que o Parkour Brasileiro levantou a bandeira por uma causa e com isso demonstrou sua responsabilidade e carinho para com a atividade que representa.

Agradecemos a Campari por toda idoneidade e compreensão e aos tracers brasileiros que se manifestaram favoráveis a causa: seja através da negativação do vídeo no Youtube ou através de sua opinião nos comentários aqui no site e comunidades do orkut.

Expanda o tópico para ler o email que foi enviado a empresa.

Boa noite,

Meu nome é Eduardo Rocha e sou o atual presidente da Associação Brasileira de Parkour.

Gostaria de manifestar o meu desagrado e da comunidade brasileira de uma forma geral em ter visto o nome de nossa atividade divulgada no youtube com o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=3igCee-SvUA Entitulado: Campari #031. Leonard Akira – Instrutor de Parkour.

O fato é que temos lutado por mais de 5 anos para ter reconhecimento dentro do nosso país, e sentimos o nosso trabalho atingido por uma campanha publicitária como essa. A ingestão de álcool vai de contrário a preservação do corpo que tanto prezamos e a nossa disseminação da manutenção de boa saúde.

Sabemos que a campanha é um acerto para a companhia, mas ao passo que prejudica um trabalho de consciência de uma atividade física que já é tão preconceituada e marginalizada em nosso país, sentimos a necessidade de pedir a compreensão e solidariedade de sua empresa. Haveria alguma possibilidade desse vídeo sair do ar e não mais ser utilizado em associação ao Parkour?

Sabemos que a Campari é uma empresa séria e que preserva o bom relacionamento com seu público externo e é por esse motivo que resolvemos entrar em contato. Agradecemos toda atenção dispensada e desejamos sucesso nos projetos futuros e neste.

Eduardo Rocha
Presidente