É sempre bom (e um prazer) divulgar esse tipo de notícia. Muitas vezes os praticantes de Parkour começam a organizar o Parkour de sua cidade, trabalhar duro por uma melhora e não recebem o reconhecimento devido (as vezes ocorre o inverso).

Pois a cidade de Doncaster, na Inglaterra, provou que nem sempre isso é verdade. O praticante Nathan Kennedy, de 19 anos, já treinava algum tempo e decidiu mobilizar as comunidades de sua cidade através de aulas guiadas de Parkour. Os jovens da cidade aceitaram tão bem o Parkour que hoje o projeto de Nathan conta com mais de 250 pessoas envolvidas.

Para ilustrar a gratidão pelo trabalho executado, ele acabou de receber o “Young Achievers Awards”, prêmio concedido a jovens que são inspirações para as gerações futuras.

Na voz das autoridades, eles reconhecem que o trabalho executado com o Parkour fez das ruas um lugar mais seguro pois ocupou os jovens com uma atividade que inspira bom comportamento, a  preservação do espaço público e ao mesmo tempo transformou regiões marginalizas da cidade em zonas ativas.

Acredito que esse tipo de reconhecimento, mesmo que para alguém que se encontra distante, serve como incentivo para todos aqueles que doam seu tempo ao Parkour.