Através do seu blog, a Associação brasileira de Parkour divulgou o vídeo do “Tracers ao resgate”, projeto solidário que unificou iniciativas em todo Brasil em prol dos desastres na região serrana do Rio de aneiro.

Foram 11 cidades brasileiras engajadas na arrecadação de donativos para as vítimas. Dentre elas: Rio de Janeiro, Santa Maria, Brasília, Aracaju, Blumenau, São Paulo, Betim, João Pessoa, Maceió, Salvador e Guarulhos.

Uma ação digna dos parabéns!

Expanda o tópico para ler o texto de divulgação, ou acesse diretamente no site oficial da ABPK.

Os serviços governamentais contabilizaram 916 mortes e 35 mil desalojados na tragédia que foi considerada o maior desastre climático da história do Brasil.

A ação “Tracers ao Resgate” foi uma iniciativa da ABPK para incentivar a união dos vários grupos de todo o país que se mobilizaram na arrecadação de donativos para suprir as vítimas das enchentes e deslizamentos que assolaram a Região Serrana do Rio de Janeiro no início de 2011.

Alimentos, material de limpeza, roupas, calçados e demais utensílios foram arrecadados e no dia 5 de fevereiro um treino foi marcado, celebrando o espírito de cidadania que tomou conta de cada tracer (praticante de parkour) envolvido. Participaram dessa iniciativa as cidades de Rio de Janeiro, Santa Maria, Brasília, Aracaju, Blumenau, São Paulo, Betim, João Pessoa, Maceió, Salvador e Guarulhos.

Que esse altruísmo que nos envolveu permaneça junto a real consciência de que antes de tracers somos cidadãos.

“Ser forte e ser útil”

Agradecimentos especiais a Rafael Sotero, o Butuí, pelo seu empenho e contribuição na edição do vídeo.