Por Gustavo Ivo

Pela 5° vez, no dia 02/08, praticantes de parkour em Recife se reúnem para doação de sangue

1454556_664593376990098_6929672562753410278_n

total de 13 tracers e traceuses

Segundo conta Paulo Henrique (Duracell), a ideia surgiu em 2010 a partir do filme “7 vidas” com will smith. Ao perceber a mensagem do filme, Paulo levou a ideia de doação para os outros praticantes em que explica que um ato simples como a doação pode ter benefícios enormes para quem precisa, seja em tratamentos simples ou em caso de vida ou morte.

E ele complementa: ” Chegando lá a assistente social nos informou os benefícios, e que as vezes cirurgias eram adiadas por falta de sangue, e que só era feitas as mais urgentes. O banco de sangue sempre estava com o estoque abaixo da média para suprir esses procedimentos.”

” Todo mundo que foi gostou muito, e os que estavam nervosos viram que não é esse bicho todo.  A sensação de poder ajudar outras pessoas é contagiante.”

Eles também tiveram autorização para fotografar e filmar durante o procedimento, para que mais pessoas possam receber essa mensagem e incentivar a doação.

Paulo pede para os doadores irem com roupa de treinos, pois também é uma boa oportunidade de demonstrar para a sociedade que Parkour não é uma atividade de “vagabundo que pula muro”, como muitas vezes ainda é enquadrada, e que é uma galera que estava junta fazendo algo positivo. Ele ainda ressalta que a relação da doação com o “Ser forte para ser útil, não só para si, mas para os outros” do Parkour é bem próxima.

10524362_664593380323431_3299815730186318980_n

 

Confira o vídeo completo da ação:

 

Recentemente no dia 09/08 o grupo Omnis Parkour também realizou o Dia Pk, com doação de sangue coletiva.

Parabéns a todos os envolvidos, e que muitas outras cidades estimulem mais ações como essa. Vocês nos enchem de orgulho.